• Marketing Innefro

JANEIRO VERDE PISCINA, MÊS DE PREVENÇÃO DO CÂNCER DO COLO DO ÚTERO


O câncer do colo do útero, também chamado de câncer cervical, é causado pela infecção persistente por alguns tipos do Papilomavírus Humano - HPV (chamados de tipos oncogênicos).


A infecção genital por esse vírus é muito frequente e não causa doença na maioria das vezes. Entretanto, em alguns casos, ocorrem alterações celulares que podem evoluir para o câncer. Essas alterações são descobertas facilmente no exame preventivo (conhecido também como Papanicolaou ou Papanicolau), e são curáveis na quase totalidade dos casos. Por isso, é importante a realização periódica desse exame.


Excetuando-se o câncer de pele não melanoma, é o terceiro tumor maligno mais frequente na população feminina (atrás do câncer de mama e do colorretal), e a quarta causa de morte de mulheres por câncer no Brasil.


Como prevenir o Câncer do Colo do Útero:


A prevenção primária do câncer do colo do útero está relacionada à diminuição do risco de contágio pelo Papilomavírus Humano (HPV). A transmissão da infecção ocorre por via sexual, presumidamente por meio de abrasões microscópicas na mucosa ou na pele da região anogenital. Consequentemente, o uso de preservativos (camisinha masculina ou feminina) durante a relação sexual com penetração protege parcialmente do contágio pelo HPV, que também pode ocorrer pelo contato com a pele da vulva, região perineal, perianal e bolsa escrotal.


Vacinação contra o HPV


O Ministério da Saúde implementou no calendário vacinal, em 2014, a vacina tetravalente contra o HPV para meninas de 9 a 13 anos. A partir de 2017, o Ministério estendeu a vacina para meninas de 9 a 14 anos e meninos de 11 a 14 anos.  Essa vacina protege contra os tipos 6, 11, 16 e 18 do HPV. Os dois primeiros causam verrugas genitais e os dois últimos são responsáveis por cerca de 70% dos casos de câncer do colo do útero.


A vacinação e a realização do exame preventivo (Papanicolau) se complementam como ações de prevenção desse tipo de câncer. Mesmo as mulheres vacinadas, quando alcançarem a idade preconizada (a partir dos 25 anos), deverão fazer o exame preventivo periodicamente, pois a vacina não protege contra todos os tipos oncogênicos do HPV.


Tratamento do Câncer do Colo do Útero:


O tratamento para cada caso deve ser avaliado e orientado por um médico. Entre os tratamentos para o câncer do colo do útero estão a cirurgia, a quimioterapia e a radioterapia.


O tipo de tratamento dependerá do estadiamento (estágio de evolução) da doença, tamanho do tumor e fatores pessoais, como idade da paciente e desejo de ter filhos.


Se confirmada a presença de lesão precursora, ela poderá ser tratada a nível ambulatorial, por meio de uma eletrocirurgia.

RECEBA NOSSAS DICAS EXCLUSIVAS DIRETAMENTE NO SEU CELULAR/E-MAIL:

  • Nefrologia, Hemodiálise e Diálise em
  • Nefrologia, Hemodiálise e Diálise em
Nefrologia, Hemodiálise e Diálise em Pouso Alegre

 ENDEREÇO: Rua Lauro Nunes de Oliveira, 303,

Santa Doroteia, Pouso Alegre - MG, 37.553-632

 

©TODOS OS DIREITOS DESSE SITE SÃO RESERVADOS AO INNEFRO INSTITUTO DE NEFROLOGIA A REPRODUÇÃO TOTAL OU PARCIAL DO CONTEÚDO DESSE SITE SEM APROVAÇÃO/AUTORIZAÇÃO PRÉVIA É PERMANENTEMENTE PROIBIDA.

O INNEFRO INSTITUTO DE NEFROLOGIA SE RESERVA O DIREITO DE CORRIGIR QUALQUER ERRO GRÁFICO VEICULADO NAS PEÇAS PUBLICITÁRIAS NESSE SITE. IMAGENS MERAMENTE ILUSTRATIVAS.

SITE DESENVOLVIDO POR:

Logo_AgShare_Sau_Negativa.png